top of page

“Cocreação": quando os creators se sentam à mesa com os criativos”

Leandro Bravo, fundador e CMO da Cely esteve presente na roda de conversa do 11º Festival do Clube de Criação.



O painel "Cocreação: quando os creators se sentam à mesa com os criativos", realizado no 11º Festival do Clube de Criação, abordou a dificuldade das marcas em escutarem os influenciadores.


Os participantes do painel concordaram que a cocriação é essencial para que as campanhas sejam mais eficazes, pois permite que as marcas entendam o público-alvo dos influenciadores e que os influenciadores compartilhem sua expertise com as marcas.


No entanto, eles também apontaram que muitas marcas ainda não estão preparadas para a cocriação. Elas costumam apresentar briefings que não são relevantes para o público-alvo dos influenciadores ou que limitam a liberdade criativa dos influenciadores.


Os participantes do painel também destacaram a importância de as marcas se abrirem para a diversidade e para a linguagem dos influenciadores. Eles afirmaram que as marcas precisam entender que os influenciadores são especialistas em comunicar-se com seu público-alvo e que devem respeitar sua criatividade.


Exemplos positivos de cocriação


Foi citado também alguns exemplos positivos de cocriação. Um deles foi a campanha da Niely, que mostrou influenciadoras lavando o cabelo no tanque e usando sacolinhas plásticas na cabeça. Esse case foi bem-sucedido porque a marca se abriu para a realidade do público-alvo dos influenciadores.


Outro exemplo positivo foi a campanha da Chevrolet com Djamila Ribeiro, que estimulou mulheres a tirar a carteira de motorista. Essa campanha foi bem-sucedida porque a marca se abriu para a expertise da influenciadora e porque a campanha foi relevante para o público-alvo.


veja todos os participantes e a matéria na íntegra! Clique aqui

bottom of page